Gutemberg Guarabyra

Zé Geraldo é um dos cada vez mais raros personagens autênticos da música popular brasileira. Sua palavra é amolada nas pedras de amolar das beiras dos caminhos por onde peregrina. Afiada como faca, corta o seu próprio coração e o expõe valentemente. Faz o mesmo com o coração do Brasil. Como numa aula de anatomia, nos mostra as camadas internas do sentimento brasileiro, do coração brasileiro. E desafia a lógica vã ao falar, às vezes, de temas ásperos com um acompanhamento musical de classe, seguro, que sabe como sublinhar uma interpretação cheia de charme sem lhe tirar a autenticidade. Segue assim Zé Geraldo, ora num trem que corta o sertão, ora no avião dos imigrantes que tentam a sorte em outros países. E perambula silencioso pelo dia a dia das cidades grandes. Não foi fácil chegar aos palcos, mas o lance da ousadia sempre foi a sua especialidade. Zé lança em profundidade a sua voz pelo céu dos pensamentos das platéias mais distantes. A sua voz ecoa nos rodeios e nas universidades fazendo sonhar, fazendo sorrir e dançar. Sem preconceito. Depois de escutar Zé Geraldo, talvez você também se pergunte: é drama? É comédia? A resposta que encontro é simples. É a vida. É o inacreditável mundo de Zé Geraldo. Um brasileiro e tanto. Vá, escute e depois me conte...

Gutemberg Guarabyra
(da dupla Sá e Guarabyra)